FIAM FAAM - Centro Universitário

Curso de Comunicação Social Habilitação em Jornalismo

Evandro Barbosa da Silva | Sabrina Mariana Araújo

Pokémon - A trejetória do sucesso da franquia.

A trajetória do sucesso da franquia

Movimente o Mouse

São Paulo - 2017

Resumo

Este projeto irá apresentar os jogos da franquia Pokémon. Desde a concepção de seu criador, passando por todas as gerações de consoles portáteis da Nintendo e se tornando um fenômeno mundial, gerando um número quase infinito de produtos licenciados, animações, filmes, mangás e colecionáveis, até chegar ao jogo de realidade aumentada para Mobile, Pokémon Go!

Para a reportagem multimídia, usamos como base as revistas oficiais, como a Nintendo World e Pokémon club. Os livros Pikachu’s Adventure, de Joseph Tobin e Nos bastidores da Nintendo de Jeff Ryan. Também foram utilizados alguns sites como referência de dados e informações, como o serebii.net, poke-blast-news.net, nintendoblast.com, já que algumas informações referentes a franquia são recentes e não há registros documentais.

GameFreak e o CapuMon

O ano de 2017 marca 21 anos da franquia Pocket Monster, conhecida no ocidente como Pokémon. Satoshi Tajiri é a mente por trás de toda a concepção que deu origem à franquia, nascido em 28 de agosto de 1965, em Muchida, subúrbio de Tóquio.

Satoshi teve a idéia de criar Pokémon relembrando suas memórias de infância, onde capturava e catalogava insetos em florestas e lagos.

Pokémon é um jogo de RPG de estratégia, produzido pela Game Freak Inc. e lançado originalmente para o Game boy, video game portátil de 8 bits da Nintendo em 27 de fevereiro de 1996.

O que define Pokémon como um jogo estratégico são exatamente os próprios Pokémon. Nesta geração eles tinham uma variedade de 151 espécies conhecidas que podiam fazer parte de quinze tipos diferentes (normal, fighting, flying, poison, ground, rock, bug, ghost, fire, water, grass, electric, psychic, ice e dragon), de acordo com suas características físicas e que são balanceados entre si. Água é forte contra fogo, que é forte contra insetos, que por sua vez é fraco contra voadores e assim por diante. Nas seguintes gerações foram introduzidos os tipos Steel, Dark e Fairy, para melhorar o balanceamento de fraquezas e vantagens dos tipos.

Tais características são extremamente importantes na parte estratégica do jogo, onde o treinador escolhe 6 (seis) Pokémon para formar seu time, de forma que um cubra as fraquezas do outro, e desta forma consiga derrotar seu adversário.

Satoshi teve a idéia, mas quem deu forma aos primeiros 151 monstrinhos foi o design, e seu amigo Ken Sugimori. Ambos trabalharam juntos desde quando a Game Freak era apenas um Fanzine de games.

O console escolhido como plataforma para o jogo foi o portátil Gameboy, que fazia muito sucesso na época. Mas o ponto principal para a escolha da plataforma foi quando Satoshi viu dois garotos jogando com seus Game boy conectados via Cabo Game Link, que permitia que a troca de informações entre os jogos. Desta forma criando uma maior interação, onde os jogadores poderiam realizar trocas de monstros e batalhar com os seus preferidos.

O primeiro projeto apresentado por Satoshi Tajiri para a Nintendo recebeu o nome de Capsule Monsters, o nome foi inspirado nas máquinas de gashapon, muito populares no Japão. Com alguns problemas no registro do nome do jogo, foi rebatizado para CapuMon, mas mesmo assim não agradou muito os executivos da Nintendo. Após uma revisão da ideia inicial e rebatizado de Pocket Monsters, Satoshi apresentou novamente o projeto, e com apoio de Shigeru Miyamoto (criador das franquias Mario e The Legend of Zelda, entre outros), que o projeto recebeu financiamento e começou a ser desenvolvido.

Referências

Sistema de troca com o Cabo Game Link
Sistema de troca com o Cabo Game Link

GameFreak e o Capumon - Referências

¹ RPG é a sigla inglesa de Role-Playing Game, que em português significa "jogo de interpretação de personagens", é um gênero de videogames.
Consiste em um tipo de jogo no qual os jogadores desempenham o papel de um personagem em um cenário fictício. É um jogo diferente dos convencionais, pois não há ganhadores nem perdedores. Os jogos RPG estimulam a imaginação e o raciocínio lógico, desenvolvem a criatividade, o relacionamento interpessoal e a cooperação mútua. (www.significados.com.br).

² Normal, lutador, voador, venenoso, terra, pedra, inseto, fantasma, fogo, água, grama, elétrico, psíquico, gelo e dragão. ³ aço, sombrio e fada.

* As Gashapons (em japonês se escreve em katakana ガシャポン) ou Gachapons, são aqueles brinquedos de cápsulas armazenados em máquinas de venda automática. Esse curioso nome surgiu a partir de uma onomatopéia na língua japonesa: "Gasha" ou "Gacha" remete ao som produzido quando giramos a manivela e "pon" para o ruído emitido quando a bolinha cai. (www.perdidanojapao.com)